11 de março de 2013

Nos Baús de Amarante

     A notória simplicidade do povo de Amarante parece ser o complemento ideal para o lirismo da sua arquitetura. Os becos sussurram belos versos, através do leve toque do vento entre suas paredes. Mas é necessário um olhar apurado para perceber as sutilezas imersas no interior das suas casas. 

8 de março de 2013

O Canto da Sereia



O barco vazio é um esboço do porvir
Sobre a água inquieta
Fingindo-se de guia
Traiçoeira, a grande sereia arrasta suas madeixas
Tragando os atos impensados
Para o fundo de seus redemoinhos
O triste herói espreita suas possibilidades,
Mas esbarra em sendas demasiadamente irresistíveis
Apenas para preencher o barco
E remar no ritmo da melodia
Encontrando, enfim, sua sina
No lado oposto do espelho d'água